Votos de candidatos “sub judice” não foram computados

A votação dos candidatos Júlio César “Biguri”, Thiago da Noeli e Marcelo “Tatá” aparece no resultado da eleição como “anulado – sub judice”, ou seja, os três tiveram o registro de candidatura indeferido e interpuseram recursos que aguardam decisão final. Isso significa que os votos que receberam por enquanto não foram computados, é como se não existissem.

O chefe do Cartório Eleitoral, Carlos Humberto Campos Júnior, explicou que os votos dados aos três candidatos são considerados nulos e nem contam para os partidos. No caso de Thiago e Biguri, que ficaram entre os mais votados, continuam indeferidos e não tomam posse.

“Se conseguirem reverter a situação e a decisão definitiva for favorável, os votos vão valer tanto para eles como para o partido e uma nova totalização será realizada, podendo alterar a relação dos eleitos. O partido do qual fazem parte até pode ganhar o direito de eleger mais um vereador e mudar a composição do Legislativo”, destacou Campos Júnior que também informou que o julgamento final pode ocorrer depois da posse dos eleitos, durante o transcurso do mandato e, se for favorável, haverá mudança na composição da Câmara.

 

 

 


Postado em 19/11/2020
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:2.575
Ontem:5.974
Total:31.358
Recorde:16.920
Em - 30/11/20