“Montanha”, o campeão de votos, atribui vitória aos projetos de entretenimento e serviços nos bairros

Levar serviços, atividades culturais e entretenimento aos bairros, onde o povo está, com o envolvimento de todas as secretarias foi a principal proposta da campanha política do candidato Luiz Gustavo Simionato Tomaz Ferreira “Montanha”, 31 anos, que pela primeira vez participou de uma eleição e de cara já foi o mais votado com 560 votos.

Em entrevista à reportagem ele disse que muita gente abraçou a campanha, mas o fato de ser o mais votado surpreendeu. “Na campanha usei a experiência e o envolvimento com os projetos levados aos bairros e isso fez toda a diferença. O eleitor entendeu essa proposta e apostou em mim como uma inovação. Oferecer mais opções para a molecada é um grande anseio dos moradores e a política, como caminho de transformação social, tem esse papel”, declarou o candidato eleito que é professor de História com complementações em Filosofia, Sociologia, pós-graduação em Gestão Pública e está concluindo mais uma faculdade, de Psicologia. Atualmente Montanha trabalha no Departamento da Cultura, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Educação.

JUVENTUDE TROUXE VOTO DA FAMÍLIA

Perguntado se atribui a expressiva votação à juventude ele é categórico: “Os adolescentes ajudaram a me eleger, porém tive muito voto de famílias inteiras. Os mais jovens trouxeram os votos dos pais e avós que apostaram em mim  dando seu voto de confiança”. Acrescentou: “me comuniquei muito com a juventude pela internet, usei as redes sociais e montei linha de transmissão no WhatsApp, mas o carro chefe foi o Facebook onde realizei ‘lives’ que chegaram a ter 500 pessoas acompanhando ao vivo. A 1ª foi sobre desenvolvimento social nos bairros, a outra como vincular a Educação ao trabalho dentro das comunidades e por último a cultura”.

O futuro vereador acredita que, “descentralizar o trabalho das secretarias e levar para os bairros, dando atividade para a molecada ao lado de casa, tira o foco de coisas ruins como tráfico, crimes, etc considerados os grandes males da sociedade. A participação das crianças e adolescentes nas atividades trazidas para perto de casa acabam envolvendo toda a família, resgatando o jovem”.

EXPERIÊNCIA EM FORMA DE PROPOSTAS

Montanha começou no projeto “Caminhando nos Bairros”, realizado em parceria com a prefeitura, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, que levava a Feira do Artesão até as comunidades. Na sequência teve o “Ativa Bairro”, desenvolvido juntamente com “A Rede Cultural”, que já teve a participação de várias secretarias e apoio da iniciativa privada, representada pela Ribercred. Depois teve o “Palco Colina” que deu oportunidade para os artistas colinenses tocarem na Festa do Cavalo, reativando o funcionamento da Concha Acústica. “Com o dinheiro arrecadado no ‘Palco Colina’ criamos as oficinas culturais nas escolas ‘Lamounier de Andrade’ e ‘Prof. Darcy Silveira Vaz’. Articular ações entre as secretarias com os recursos disponíveis é fundamental para que tudo funcione de forma mais harmônica. A função do vereador é fiscalizar, mas também fazer indicações respaldadas  nos recursos provenientes de cada secretaria, ou seja, o vereador pode ajudar o prefeito a trabalhar para que tudo seja mais dinâmico”.

TRABALHO COLETIVO DENTRO DOS BAIRROS

A busca por mudança começa com a apresentação de novas propostas para discordar da mesmice e propor soluções viáveis. Esse é o ponto de vista do candidato eleito. “As secretarias municipais precisam estar interligadas e não isoladas. O trabalho interdisciplinar e intersetorial dá agilidade ao processo, que precisa também estar vinculado e articulado. As secretarias são braços para que a administração alcance vários setores. É claro que cada uma tem uma atividade específica, porém o trabalho coordenado faz toda a diferença. A Feira do Livro é o maior exemplo disso, tudo deu tão certo porque a dedicação foi conjunta”, ressaltou. Montanha acrescentou que: “O grande lance é levar esse trabalho entre as secretarias para dentro dos bairros, através dos centros comunitários. Também é preciso promover rodízio de serviços nas comunidades para maximizar o atendimento. O profissional tem que ir onde o povo está”.

CAMPANHA BARATÍSSIMA

Como usou mais a internet, o candidato eleito disse que gastou muito pouco na campanha. Para ele as campanhas custeadas com dinheiro usado de forma incorreta, na captação de votos, acabam escravizando o político. “Não quero estar amarrado com ninguém somente com meus eleitores e o povo colinense. Tem gente que gasta muito dinheiro e não se elege”.

O campeão de votos disse que está ansioso para por em prática seus projetos. “Quero viver esta experiência na Câmara porque foi uma luta muito grande. A Secretaria de Educação tem sido uma escola nestes anos, aprendi muito com os profissionais da pasta, professores e funcionários das escolas”. Montanha, que é do MDB, também quer trabalhar em parceria com os deputados do partido, Itamar Borges e Baleia Rossi, para trazer recursos para Colina.

“Sei que a responsabilidade é muito grande, estou muito feliz em poder colocar as minhas propostas em prática. Vou trabalhar por cada voto depositado em mim e agradeço a todos que me ajudaram nesta conquista, principalmente meus pais Cal/Sandra, esposa Lay e filha Aurora”, finalizou Montanha.

Para o professor os jovens puxaram o voto das famílias.

Durante entrevista na redação deste semanário o candidato eleito posou para foto comemorando a vitória.

 

 


Postado em 19/11/2020
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:2.556
Ontem:5.974
Total:31.339
Recorde:16.920
Em - 30/11/20