Mais uma vez Bom Churrasco e Paz estão na final

BC tem a chance da revanche para provocar a grande final. Paz quer antecipara conquista do título inédito 
 
 
Novamente Bom Churrasco e Paz se enfrentam em uma final no próximo domingo, às 10 horas, no Colina Atlético. A diferença é que, desta vez, a vantagem do empate na prorrogação é do Carvão. Vantagem essa que foi fundamental para a conquista do 1º turno pelo Paz. Esta será a quarta batalha entre as equipes este ano com um histórico de uma vitória para cada lado e um empate
Joãozinho, sem problemas, terá força máxima e espera vencer o confronto e levar a Várzea à grande final, colocando assim água no chopp do Paz. Confiante, embora preocupado com as lesões de Flavinho e Adriano, o técnico Morano quer sim antecipar as comemorações de final de ano e fazer a festa neste domingo com a conquista do 2º turno e, consequentemente, ganhando o título inédito
PAZ 2 X 1 PEDREIRA
O Paz demonstrou superioridade, venceu a Pedreira por 2 a 1 e novamente está na final. Como no 1º turno a vitória do time de Morano novamente foi apertada e decidida nos detalhes. 
No início do jogo o Paz mandava na partida e, logo aos 6’, Ary recebe bela assistência de Flavinho, abrindo o placar. Mesmo com a desvantagem, aos poucos, Gigante arrumou o time e o Paz precisou contar com a boa atuação do seu sistema defensivo para segurar a vantagem na 1ª etapa. 
No intervalo os técnicos armaram seus esquemas, cada qual para seu propósito. Precisando do resultado a Pedreira se lançou ao ataque, enquanto que o Paz esperava a oportunidade de explorar os contra ataques. 
Depois de perder algumas oportunidades Cauê Cardoso empata a partida, aos 12’, para alegria da fanática torcida alvirrubra presente no estádio. O Paz, bem consistente no meio campo, resistiu à pressão e aos 16’ Lucas Pedro aproveitou a confusão na área e fez o 2º gol, decretando a vitória. A Pedreira ainda insistiu, mas não conseguiu achar o caminho do gol e deu adeus ao campeonato. 
BOM CHURRASCO 
1 X 0 OS MULEKES 
Diferente de domingo passado quando o BC venceu Os Mulekes por 6 x 1, desta vez o placar foi apertado e apenas um gol salvador garantiu o time na final. O primeiro objetivo foi alcançado, ainda temos mais dois, disse Joãozinho após o jogo. 
O primeiro tempo foi muito truncado e com poucas chances de gol já que o  meio campo concentrava as jogadas. Com a volta de Uillian Leite e Dam o time do técnico Bafo deu mais consistência ao meio campo e à defesa. Sem um atacante de área, de ofício, sentia muita dificuldade em furar o bloqueio do Carvão e se limitava a arriscar chutes de fora da área. Já o Carvão, mesmo sem apresentar um bom futebol como fez na semifinal do 1º turno quando venceu por 3 x 0 Os Mulekes, se arriscava pouco, pois tinha a vantagem do empate. Com a percepção e talento apurados, o meio campista Romarinho presenteou Ique com uma bela assistência, deixando-o cara a cara com o goleiro Alemão. Aí, o artilheiro do campeonato, fez o seu 17º gol e carimbou o passaporte do Carvão para a final.
 

 


Postado em 29/11/2013
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1.271
Ontem:
Total:1.271
Recorde:1.271
Em - 17/11/18