Homem morre de febre amarela em Bady Bassitt

O Estado de São Paulo registrou a primeira morte por febre amarela silvestre desde 2009. A vítima, um homem de 38 anos, operário da construção civil, morava em Bady Bassitt, na região de São José do Rio Preto.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a doença foi contraída em área de mata, possivelmente na própria região e as medidas sanitárias pertinentes estão sendo adotadas. A pasta estadual informou que o óbito foi comunicado ao Ministério da Saúde na última semana.

O homem, que não teve o nome divulgado, morreu no dia 8 de abril no Hospital de Base de Rio Preto, onde estava internado desde o dia 26 de março. A suspeita é que a vítima tenha frequentado regiões de mata para pescar, onde muita vegetação e macacos, que são hospedeiros da doença. Na cidade o vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue, zika e chikungunya, enquanto na mata o vetor comum é o mosquito Haemagogus.

Segundo dados do CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica), órgão da secretaria, a morte em Bady Bassitt foi a primeira registrada no Estado nos últimos sete anos


Postado em 14/05/2016
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:2.117
Ontem:2.867
Total:4.984
Recorde:2.867
Em - 15/11/18