Meu guarda-chuva português 
Ontem estávamos reunidos num almoço festivo, quando nossa comadre comentou que irá comemorar o aniversário de 70 anos em Portugal. 
Ela nos disse
- convidei minhas quatro filhas; sem os genros e sem os netos e a neta. Claro, meu marido vai também
Foi quando me convidei
Espera comadre, eu também quero ir nessa comemoração natalícia e fazer turismo com minha velha também, sua comadre
As despesas nossas serão nossas
Essa ligação compadresca entre nós quatro é muito afetiva e harmoniosa
Também pudera, sou primo da comadre e minha mulher é prima do compadre. E compadresco não é um parentesco de nascença; é uma escolha pessoal. É um compromisso sério
E minha velha deu um aparte
- Não eu não vou p’ra Portugal em outubro. será outono e durante o outono no hemisfério norte chove bastante
É eu sei, você não se lembra de que eu comprei um guarda-chuva em Faro? 
Ótimo guarda-chuva
Quando alguém arguiu: Aonde que fica Faro? 
Faro é uma cidade praiana na região do Algarve, extremo sul de Portugal. 
- Eu sei que é ótimo e também sei que você tem ciúmes demasiados do bendito guarda-chuva. Não precisa escondê-lo
Claro que eu escondo. A empregada após o uso, não deixa um tempinho enxugando, para depois guardá-lo. Tem que ter zelo com os bens dos outros. Até porque a armação do meu guarda-chuva não é de metal inoxidável, ela é de alumínio, e o alumínio e outros metais que não contém cromo em sua composição sofrem uma oxidação, assim como o ferro que cria uma ferrugem em contacto com o oxigênio
E a armação do meu guarda-chuva criou uma impureza que é o óxido de alumínio e com o passar dos anos vai danificar o tecido
- Guarda-chuva de €5,00 (cinco euros). É exagerado o seu zelo, quando você morrer, vou botá-lo junto no seu caixão. 
- Que bom, pelo menos vou usá-lo no céu. 
Foi quando, outra também comadre, ex-cunhada nossa disse
- E quem garante que você vai p’ro céu? ! ...
- Claro que eu vou. O próprio guarda-chuva será meu passaporte. O que é que eu vou fazer com guarda-chuva no inferno? Lá não chove. No céu chove Maná. Aí então usarei meu guarda-chuva. 
E digo mais; quem quiser entrar no céu que tenha (no sentido figurado) seu guarda-chuva como passaporte. 
Eu tenho três guarda-chuvas e a todos eu zelo muito bem. 
Coronel 2000 

Postado em 17/03/2012
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1
Ontem:6.010
Total:42.793
Recorde:10.619
Em - 18/05/15

Warning: fopen(estatisticas/contador.txt) [function.fopen]: failed to open stream: Permissão negada in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 55

Warning: fwrite() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 56

Warning: fclose() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 57