Bancários reivindicam 14,78% de reajuste salarial, defendem emprego e manutenção de direitos

Na Conferência Nacional dos Bancários realizada de 29 a 31 de julho em São Paulo, os bancários deliberaram as estratégias de luta da categoria para o próximo período e aprovaram a pauta de reivindicações da Campanha Nacional 2016. Foram definidos também os eixos para a organização e mobilização contra a retirada de direitos trabalhistas, previdenciários e defesa da democracia.

Os eixos centrais da Campanha são: reajuste de 14,78%, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24 em junho), PLR de três salários mais R$ 8.317,90, defesa do emprego, combate às metas abusivas e ao assédio moral, fim da terceirização, defesa das empresas públicas e contra a perda de direitos.

De acordo com o diretor de imprensa do sindicato dos bancários, Marcelo Benedito que esteve presente na conferência, a pauta deste ano conterá reivindicações específicas sobre agências digitais e sobre novas tecnologias, “a cada ano que passa os bancos vêm reduzindo o número de bancários que realizam atendimento nos caixas, na gerência e em outros setores da linha de frente das agências; eles estão fechando unidades e dificultando ainda mais a vida de quem precisa fazer suas operações bancárias”, diz Marcelo.

A pauta de reivindicações será entregue aos bancos no dia 9 de agosto.


Postado em 05/08/2016
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:2.106
Ontem:2.867
Total:4.973
Recorde:2.867
Em - 15/11/18