Cacá é o melhor da equipe e leva CCE aolugar

Cacá, com Summon Up the Blood, o melhor da equipe nos Jogos Rio 2016.

O cavaleiro colinense Carlos Parro “Cacá” obteve o melhor desempenho entre os integrantes da equipe brasileira de CCE durante as Olimpíadas/Rio 2016 e levou o time a 7ª colocação, a segunda melhor da história do país nos Jogos, que em Sidney ficou em 6º.

Com uma passagem pelo difícil cross country, quase perfeito, na segunda-feira, 8, Cacá conquistou a 7ª posição ao fazer o percurso sem nenhuma falta, apenas com um pequeno estouro no tempo. Os demais cavaleiros não foram tão bem. O também colinense Márcio Jorge terminou a prova na 24ª posição, Ruy Fonseca cometeu dois desvios e terminou na 47ª posição e o estreante Márcio Appel ficou na 36ª posição. Com a boa atuação de Cacá, a equipe subiu quatro posições fechando o dia em 6º lugar. Sábado e domingo foram realizadas as provas de adestramento quando a equipe não alcançou um resultado satisfatório.

Na terça-feira, 9, foi a vez do salto e os resultados não ajudaram. O cavalo de Ruy Fonseca cometeu um refugo jogando o cavaleiro ao chão e consequentemente o resultado foi descartado. Márcio Appel cometeu algumas faltas e foi eliminado. Márcio Jorge fechou em 22º lugar e Cacá em 12º. Os dois se qualificaram entre os 25 melhores cavaleiros para a disputa individual no salto.

A prova de salto também aconteceu na terça-feira à tarde. Cacá conquistou o inédito 18º lugar com considerável evolução que em Sidney 2000 terminou em 21º. Márcio Jorge fechou em 25º lugar.

“Eu esperava ter saltado melhor, um erro me custou duas faltas. E isso me tirou a chance de medalha. O resultado da equipe é muito bom, ficamos perto de algo mais expressivo, o que mostra que logo chega a medalha”, declarou o colinense Cacá que mora na Inglaterra 13 anos.

A França ficou com a medalha de ouro, por equipe, seguida pela Alemanha com a prata e a Austrália bronze.

No individual o alemão Michael Jung, dono do ouro em Londres, saltou com perfeição e conquistou o bicampeonato. O francês Astier Nicolas ficou com a prata e o norte-americano Phillip Dutton foi bronze. O técnico da equipe brasileira, o neozelandês Mark Tood ficou em 7º lugar.

O também colinense e cavaleiro olímpico André Parro é o atual técnico da equipe de CCE na Colômbia e Chile. O primeiro país não conseguiu o índice olímpico e o Chile esteve representado por apenas um cavaleiro que terminou em 29º lugar.

Cacá fez uma prova ‘‘quase perfeita’’ na difícil pista de cross country.


Postado em 13/08/2016
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1
Ontem:6.010
Total:42.793
Recorde:10.619
Em - 18/05/15

Warning: fopen(estatisticas/contador.txt) [function.fopen]: failed to open stream: Permission denied in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 55

Warning: fwrite() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 56

Warning: fclose() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 57