Senado cassa o mandato de Dilma

O plenário do Senado aprovou por 61 votos favoráveis e 20 contrários o impeachment da então presidente Dilma Rousseff, 68, (PT), nesta quarta-feira, 31, às 13h36. A decisão acontece quase 9 meses após do início o processo na Câmara dos Deputados e 3 meses e meio depois do afastamento provisório de Dilma.

A primeira mulher a presidir o país foi cassada por crime de responsabilidade às chamadas “pedaladas fiscais”, que representaram o atraso no repasse de recursos do Plano Safra a bancos públicos e pela edição de decreto de créditos suplementares sem aval do Congresso. Foram 7 votos a mais do que o mínimo necessário – 54 das 81cadeiras do Senado.

na votação pela perda dos direitos políticos Dilma foi absolvida, pois a proibição necessitaria de 54 votos e apenas 42 senadores votaram a favor.

Os senadores pró-impeachment cantaram o Hino Nacional no plenário. Em várias capitais foram registradas manifestações. Após a cassação de Dilma o vice-presidente Michel Temer, 75, (PMDB), foi empossado como presidente do Brasil pelo presidente do Congresso, senador Renan Calheiros. O juramento aconteceu às 16h49.

Sai Dilma                                                                                                                   Entra Temer 


Postado em 02/09/2016
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1.908
Ontem:2.867
Total:4.775
Recorde:2.867
Em - 15/11/18