Polícia Civil ganha reforço

Delegado Rafael com o investigador Thalles e a escrivã Lilhamar.

O delegado Rafael Faria Domingos apresentou à comunidade os novos funcionários que passaram a integrar a Polícia Civil no mês de agosto. O investigador Thalles Camilo Ribeiro Alves e a escrivã Lilhamar Assis Silva Antoline. “Os novos servidores chegam para reforçar os serviços prestados pela Polícia Civil, proporcionando mais eficiência e agilidade”, declarou dr. Rafael.

Os dois profissionais foram aprovados no concurso público realizado em 2013 e depois de nomeados passaram pelo curso de formação e estágio probatório.

O primeiro a chegar foi o investigador Thalles Alves, 33 anos, que é natural de Ituiutaba/MG e iniciou as atividades em 11 de agosto. A escrivã Lilhamar, 35 anos, é natural de Rio Preto e iniciou o trabalho na delegacia colinense no dia 17 de agosto.

A população com bons olhos a vinda de novos policiais, que existia uma carência, principalmente de investigados, pois apenas 1 profissional estava sobrecarregado em decorrência da crescente demanda de serviços.

INVESTIGADOR FOI TEMA DE REPORTAGEM

No dia 3 de março deste ano este jornal estampou a seguinte manchete: Por que Colina tem apenas um investigador? Diante da assustadora onda de violência da época e baixa resolutividade a reportagem obteve a informação de que Colina tinha apenas um investigador e a vizinha Jaborandi (com menos da metade do número de habitantes) tinha 3 investigadores. Portanto, foi apurado que no passado Colina chegou a ter 3 investigadores. Mas o difícil relacionamento entre o então delegado titular e os profissionais teria sido a causa do pedido de transferência dos investigadores (moradores de Colina) que foram para Barretos e Jaborandi.

Na edição seguinte foram publicadas as respostas do Delegado Seccional Edson João Guilhem sobre o assunto. Ele disse que Colina tinha 2 investigadores e um deles estava em fase de aposentadoria. O Seccional disse que desconhece qualquer problema de relacionamento entre o delegado titular e os funcionários. Sobre a diferença do número de profissionais entre Colina e Jaborandi foi respondido que os três investigadores  encontram-se lotados em Jaborandi anos, quando ainda havia a Cadeia Pública Feminina.

A reportagem fez algumas considerações, tais como: a população desconhece a existência de um segundo investigador, pois apenas um é visto pela cidade.

Com relação a Cadeia Feminina de Jaborandi a mesma foi transferida para Colina em 30/11/2011 e a Polícia Civil não recebeu nenhuma transferência de investigador. Ou seja, Jaborandi continuou com 3 profissionais e Colina apenas 1.

A reportagem terminou falando da nomeação dos novos investigadores e escrivães aprovados em concurso público e que seriam designados para as delegacias, o que ocorreu agora no mês de agosto.

Investigador Thalles e a escrivã Lilhamar são os novos integrantes da Polícia Civil de Colina.


Postado em 03/09/2016
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:12.696
Ontem:6.672
Total:19.368
Recorde:12.696
Em - 13/11/18