Com “perfil de dignidade” Hospital colinense recebe importante doação da Pró-Vida

João Pedro (à esquerda) entre os representantes das entidades que receberam doações da Pró-Vida.

A Sociedade Filantrópica Hospital José Venâncio comemora uma grande conquista, que irá fazer parte da história da instituição e beneficiará toda a comunidade colinense atendida diariamente na entidade.  

Para entender o importante significado da conquista precisamos voltar no tempo para contar essa história que começou em 2012, quando o provedor João Pedro da Silva Destri apresentou na Central Geral do DízimoPró-Vida de Campinas, um pedido para a doação de um gerador automatizado, instalação de um leito de UTI para estabilização do paciente pós-operatório antes de retornar ao quarto e de um hidrante que o hospital também ainda não possui.

A Pró-Vida é uma entidade civil com finalidade não econômica, mantida exclusivamente por doações anônimas e operacionalizada pelos participantes do Movimento Pró-Vida, idealizada e fundada pelo Dr. Celso Charuri. Para ser beneficiado o hospital colinense percorreu um longo caminho que durou cerca de 4 anos. Durante esse tempo foram várias visitas feitas à entidade pela direção da Pró-Vida, de entrevistas e análise de documentos que tiveram como único objetivo saber se o Hospital José Venâncio tinha o “perfil de dignidade” para ser um dos beneficiados pela Pró-Vida.

“Após a triagem as visitas começaram para saber como a entidade funciona e como é feita a gestão. É feito um levantamento geral e criterioso com análise da contabilidade, da Certidão Negativa de Débito, certificado de filantropia e uma série de normas e critérios a serem alcançados”, explicou Destri.

Depois do longo processo, em abril deste ano o provedor, acompanhado da administradora Rozeli Aparecida Lopes, passou por entrevista na Pró-Vida. “A doação voluntária na conta da água e a campanha ‘Amigos do Hospital’, realizada anualmente ajudaram bastante porque ficou evidente que a arrecadação é voluntária para a instituição servir o município. Eles valorizam bastante isso porque fica explícita a necessidade desta colaboração . Também foi levado em conta os recursos do Poder Público, investidos na entidade, que precisa do auxílio externo para continuar funcionando”, ressaltou o provedor.

DOAÇÃO SURPREENDEU

No sábado, dia 17, no Clube de Campo dos Contabilistas, em Campinas, aconteceu a cerimônia para apresentação das 63 instituições, na maioria creches e escolas, beneficiadas no Estado pela Pró-Vida. Em todo o país foram 116 contemplados. Dentre um público composto por mais de 5 mil pessoas estavam o provedor e a administradora do hospital colinense.

O provedor foi surpreendido positivamente ao saber que todos os pedidos foram atendidos, somente do hidrante não estava entre as doações, mas isso era esperado que era necessária a apresentação de um projeto, que o hospital ainda não tem.

O provedor recebeu um documento que formaliza a doação dos materiais solicitados, necessários ao cumprimento dos propósitos assistenciais, aprovado pelo Conselho de Administração da Pró-Vida, que esclarece que seu objetivo “é fazer cumprir a Lei de Jesus Cristo, promulgada cerca de 2.000 anos, recebendo o Dízimo – 10% dos ganhos de seus associados – com o propósito de desenvolver programas assistenciais, beneficentes, filantrópicos, caritativos e benemerentes, visando a valorização do ser humano”.

A doação é constituída de: equipamentos industriais - gerador de energia elétrica; materiais hospitalares - respirador eletrônico, monitor multiparâmetros, bomba de infusão microprocessada, cama para UTI com colchão e eletrodomésticos - aparelho de ar-condicionado.

“Fomos atendidos além do que pedimos e o hospital nunca teria condições de arcar com a aquisição destes equipamentos, cujo valor está orçado em torno de 180 mil reais. E tem mais o frete para entrega das doações no hospital fica a cargo também da Pró-Vida”

O Hospital José Venâncio possui um gerador, que não é automatizado. “Esse novo equipamento vai manter o hospital funcionando sem interrupção. O leito de UTI representa maior segurança e será usado na realização de todas cirurgias agendadas na entidade”, frisou Destri.

“Agradeço imensamente a todos os colaboradores da Pró-Vida pela dedicação total e acolhimento que recebemos desde o início de todo processo. Graças ao trabalho da gestão próxima e direta realizado no hospital a doação foi viabilizada. Agradeço também ao Poder Público, tanto Executivo e Legislativo e todos os colaboradores do hospital, diretores, funcionários e voluntários”.

O provedor ficou impressionado com a forma criteriosa que a Pró-Vida selecionada os seus beneficiados. “Essa ajuda dada a diversas instituições, de todo o país, tem valorizado muitos brasileiros e isso, feito da forma como é, realmente não tem preço”. Ele ficou sem palavras para agradecer o empenho e dedicação da Pró-Vida que valoriza cada centavo das doações que recebe para ajudar quem realmente precisa e merece ser ajudado. Um exemplo de que nada impede quando vontade de fazer o bem.

Provedor assina documentação na solenidade realizada em Campinas.

João Pedro e administradora do hospital, Rozeli Lopes, junto ao voluntário da Pró-Vida, Sérgio Mothé Camargo.


Postado em 24/09/2016
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:4.413
Ontem:2.867
Total:7.280
Recorde:4.413
Em - 16/11/18