Incêndio destrói Centro Cultural

Um incêndio de grandes proporções, ainda de origem incerta, destruiu o interior do Centro Cultural na tarde da última sexta-feira. Segundo informações, o fogo teria começado por volta das 16 horas e consumiu todas as 345 poltronas que, até então, não haviam sido usadas. Também foram destruídos o sistema de ar-condicionado, forro e a estrutura metálica da cobertura cedeu.

O caminhão pipa da Prefeitura pulverizou água em toda parte externa até a chegada do Corpo de Bombeiros que adentrou o interior, mas fez apenas o rescaldo, que o fogo tinha destruído quase tudo. O prefeito Dieb e o vice Campanholi estiveram no local e lamentaram profundamente a tragédia.

“É muito triste ver o fogo acabar com uma obra tão grandiosa e importante destinada à cultura e lazer da população. Como não bastasse vivenciar uma tragédia, a gente se depara com comentários maldosos espalhados nas redes sociais por pessoas que destilam ódio e torcem para o quanto pior melhor”, desabafou o prefeito Dieb que salientou: “A obra não foi concluída, mas estava em nosso plano de trabalho, tanto que foi solicitado à Secretaria competente um levantamento para o término. As dificuldades aumentaram, mas o sonho continua e será realizado com a graça de Deus. Esta obra foi iniciada no último ano do meumandato e acalenta um sonho de proporcionar o melhor para os colinenses, um local digno e adequado para assistir, por exemplo, uma peça teatral, como existe em outras cidades, inclusive menores que Colina”.

Dieb declarou que, segundo levantamento preliminar, existe a possibilidade do incêndio ser criminoso e espera que a polícia consiga esclarecer os fatos. “Lamento também a truculência e o desrespeito da autoridade policial que, como sempre, abusando do poder, tentou nos impedir de acompanhar os estragos proporcionados pelo incêndio no interior do Centro Cultural. Sabemos dos nossos direitos e deveres e mais do que ninguém queremos esclarecer os fatos. Portanto, respeito é bom e não faz mal a ninguém”, finalizou o prefeito.

HISTÓRICO

O Centro Cultural foi iniciado em 2008, último ano do 2º mandato do prefeito Dieb. A obra, projetada pela arquiteta Marcele Silveira Sturaro, estava orçada em 2,3 milhões de reais, mas recebeu aditamento. A obra foi feita com recursos próprios. Depois da construção a prefeitura equipou o local com cadeiras reclináveis, sistema de ar-condiconado e forros acústicos.

A obra encontra-se inacabada e o estado de abandono foi tema de denúncia no Ministério Público. A construção também virou alvo de críticas nas redes sociais.

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas do incêndio. Os peritos, que estiveram no local no dia do incêndio, retornaram na manhã de segunda-feira para investigar, com mais detalhes, a origem do fogo.

O fogo transformou o interior do prédio em um cenário de destruição.

Bombeiro apaga o rescaldo do fogo que consumiu com as poltronas do anfiteatro, que não chegaram a ser utilizadas.

A cobertura metálica cedeu com o calor do fogo.

Prefeito Dieb, o vice Campanholi e secretários estiveram no local.


Postado em 14/01/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:6.130
Ontem:
Total:6.130
Recorde:6.130
Em - 21/11/18