Daniel defende transporte escolar gratuito

Dieb reafirma compromisso com estudantes e garante prioridade para educação

Transporte escolar para universitários e ensino técnico está em pauta na Câmara.

O vereador Daniel Cury (PDT) pediu vista do Projeto de Lei do Executivo que estabelece subsídio de R$ 125,00 para os estudantes custearem o transporte escolar universitário no valor de R$ 185,00 mensal.

O vereador não concorda com o projeto do prefeito Dieb que, sofreu um reajuste de 25,50% do subsídio em relação a 2016, quando era pago R$ 99,60 pela prefeitura para cada estudante que frequenta as universidades ou cursos técnicos em Barretos e Bebedouro.

Cury defende que o transporte deva ser gratuito como foi em outras gestões na década de 80. Ele também disse que outros municípios da região, como Jaborandi e Terra Roxa, oferecem o transporte sem nenhum custo.

“Estive com o prefeito e solicitei a gratuidade do transporte, porém diante da inviabilidade apresentada pedi que estudasse a possibilidade de aumentar o subsídio. Além disso, também solicitei que o valor cobrado pelas empresas de transporte seja mantido até o final do ano, que boatos dão conta que será reajustado no segundo semestre”, disse. Daniel também sugeriu que o repasse da prefeitura aos alunos seja feito com a maior brevidade, impedindo que isto cause transtorno e impossibilite a viagem dos estudantes.

O vereador pediu que o chefe do Executivo analise os pedidos com sensibilidade . “Diante da crise aumenta a dificuldade para se estudar e tudo que representa custo pode interromper o sonho de se frequentar uma universidade”.

DIEB REAFIRMA COMPROMISSO COM ESTUDANTES

O prefeito Dieb Taha fez a seguinte explanação: “Depois de muito esforço fizemos um reajuste de 25,50% com relação a 2016 e também conversamos com os proprietários das empresas de transporte para que não reajustassem o valor da mensalidade. É preciso entender que a legislação mudou e que hoje tem a Lei de Responsabilidade Fiscal. Vale lembrar também que no ano passado os estudantes desembolsavam R$ 85,40 que a prefeitura subsidiava R$ 99,60 de um total de R$ 185,00. Aumentamos este subsídio para R$ 125,00, o que representa 25,50% de reajuste e o valor da mensalidade foi mantido em R$ 185,00. Portanto houve uma melhoria considerável”, explicou o prefeito.

Dieb também disse, “assumimos um compromisso com os estudantes de que eles vão desembolsar R$ 60,00 por mês e vamos manter isso o ano todo de 2017, portanto se houver algum reajuste a partir de julho vamos reajustar o subsídio na mesma proporção, isso tudo dentro de um patamar compatível com a realidade”. O prefeito fez uma retrospectiva e informou que, “em 2014, quando os ônibus eram fornecidos pela prefeitura, o estudante pagava R$ 60,00 por mês. Se isso fosse mantido, hoje, com os reajustes da inflação o estudante estaria pagando cerca de R$ 80,00 por mês. Então, mais uma vez, fica evidente que estamos fazendo todo esforço possível para ajudar os nossos estudantes de forma justa para que continuem a estudar e realizar seus sonhos. Vale lembrar também que, a exemplo das outras duas gestões em que estive à frente do município, tenho a educação como uma das prioridades do governo”.

Transporte escolar é tema de debate entre Executivo e Legislativo. 


Postado em 28/01/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:11.412
Ontem:6.672
Total:18.084
Recorde:11.412
Em - 13/11/18