Câmara aprovou projetos do Executivo em extraordinária

Câmara tem reunião ordinária no próximo dia 20.

Após a sessão ordinária do dia 6 a Câmara esteve novamente reunida extraordinariamente na quinta-feira, dia 9, para a votação, em caráter de urgência, de dois projetos de autoria do Executivo.

O primeiro projeto discutido em plenário foi do reajuste de vencimentos em 7,64% aos profissionais da Educação Básica do município para vigorar retroativamente a partir do dia 1º de janeiro deste ano.

O prefeito Dieb justifica o reajuste em razão de lei federal que prevê uma atualização de 7,64% no piso salarial nacional do magistério. “O município deve reajustar os vencimentos dos professores integrantes do quadro do Magistério Municipal para adequá-los ao piso nacional dos professores de educação básica”, explicou o prefeito. O projeto foi aprovado pela maioria dos vereadores e recebeu apenas um voto contrário de Fernando Galletti. As vereadoras Fátima e Tatiane estavam ausentes.

O projeto mais polêmico refere-se ao pedido de abertura de crédito adicional especial, no valor de R$ 107.000,00, para uso da Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio. Na exposição de motivos do projeto, o prefeito alega que, “tal medida se faz necessária para a fomentação das atividades e organização administrativa bem estruturada que será aprimorada através dos investimentos junto a esta Secretaria”. O público presente à reunião e o vereador Fernando Galletti fizeram inúmeros questionamentos ao presidente da Câmara. O vereador chegou a pedir vista do projeto, mas a proposta foi rejeitada e o projeto foi aprovado. A próxima reunião ordinária do Legislativo acontece na segunda-feira, dia 20.


Postado em 18/02/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:4.467
Ontem:2.867
Total:7.334
Recorde:4.467
Em - 16/11/18