Primeiro encontro sobre autismo atraiu grande público

Políticas públicas são garantidas por lei que ainda é desconhecida

A sede do Rotary foi tomada pelo público, que participou da palestra.

Nenhuma cadeira ficou vazia no I Encontro de Iniciativa Popular “Entendendo o Autismo”, realizado na noite do último dia 5 na sede do Rotary Club por um grupo de amigos e voluntários que contou com o apoio dos rotarianos, Rotaract e Interact Club.

O público de mais de 150 pessoas foi formado por professores, representantes de entidades, psicólogos, fonoaudiólogos, pedagogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, estudantes, pais e mães de autistas  não só de Colina, mas também das cidades de Barretos, Bebedouro, Jaborandi, Olímpia, Terra Roxa e Viradouro. A secretária de educação jaborandiense, Angelita Moleiro e equipe prestigiaram a palestra. A Secretaria de Educação de Colina esteve representada por educadores e profissionais.

A ideia do encontro para incentivar o desenvolvimento de políticas públicas para melhorar a qualidade de vida do autista surgiu da colinense Áurea da Silva Dicena, que na busca de tratamento para o filho Mateus convidou a psicopedagoga Nilva das Graças Pontelho, de Bebedouro, para a palestra que aconteceu na semana em que se comemorou o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, ocorrido em 2 de abril. Em vários lugares do país os monumentos ficaram iluminados de azul nessa data.

Na abertura, o colinense Vagner Cotrim, integrante do grupo responsável pela organização do evento, fez uma breve encenação teatral sobre o tema e foi bastante aplaudido. A palestrante abordou a atual classificação do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), classificado em leve, moderado e severo que acomete mais meninos do que meninas.

“O autismo é um transtorno com uma causa ainda desconhecida e a estimulação é muito importante. O diagnóstico é feito geralmente por um psiquiatra infantil. Os pais e profissionais devem estar atentos aos sinais porque quando mais cedo tiver início o tratamento melhor será o desenvolvimento da criança”, esclareceu a palestrante que também falou sobre a Lei dos Direitos dos Autistas, sancionada em 2012. “Apesar de existir há 5 anos a lei ainda está adormecida e muitos ainda não sabem que ela garante o diagnóstico precoce, atendimento multiprofissional, nutrição, medicamentos, etc pela rede pública. Em caso de comprovada necessidade a pessoa com transtorno do espectro do autismo tem direito a esse atendimento e professor cuidador”.

A barretense Sandra Tadini também contou sua experiência com o filho autista e os cuidados com a alimentação que são muito importantes no tratamento. “O autismo ainda é um tabu, mas estamos conseguindo muita coisa através do Movimento Orgulho Autista do Brasil (MOAB), do qual sou integrante”, informou Sandra.

A palestrante também aproveitou a participação do presidente da Câmara, Henrique Campase, para solicitar alguns minutos na Câmara para conscientização dos vereadores para a necessidade de políticas públicas municipais que viabilizem os tratamentos e a socialização do autista. Também prestigiaram o evento os vereadores Daniel, Fátima, Liu e Penachone.

“A equoterapia é um dos projetos que tramitam no Legislativo colinense e se viabilizado poderá atender crianças da cidade e região”, declarou o grupo organizador do evento que atingiu os objetos propostos, principalmente de levar informação. A palestra terminou com exibição de vídeo e de espaço aberto para o público fazer perguntas e esclarecer dúvidas.

Os 150 kg de alimentos arrecadados na palestra foram entregues no dia seguinte na Casa Assistencial “Nosso Lar Amigos do Bem”. Além do certificado, os participantes estão recebendo material on-line de apoio e leis que amparam o autista e suas famílias.

A palestrante Nilva Pontelho explorou com muita propriedade o tema.


Postado em 15/04/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1
Ontem:6.010
Total:42.793
Recorde:10.619
Em - 18/05/15

Warning: fopen(estatisticas/contador.txt) [function.fopen]: failed to open stream: Permission denied in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 55

Warning: fwrite() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 56

Warning: fclose() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 57