Em defesa da transparência

Na última sessão da Câmara Municipal de Colina, foi acolhido um requerimento de iniciativa do vereador Galetti e assinado também pelos vereadores Daniel, Fátima, Liu e Penachone, para criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), com o objetivo de investigar se as verbas repassadas, nos últimos anos, pela Prefeitura Municipal de Colina ao Hospital José Venâncio, foram aplicadas corretamente.

O requerimento foi acolhido, pois contou com a assinatura de mais de 1/3 dos vereadores, porém para ser instalada a CPI serão necessários os votos favoráveis de, no mínimo, 6 (seis) vereadores. 

Votar contra esta CPI, sob o argumento que o Hospital já está sendo investigado não é correto, pois as investigações em curso, por conta do Ministério Público, Policia Civil e GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), visam apenas apurar supostas irregularidades na cobrança indevida, pelos médicos, por procedimentos que já são pagos pelo SUS.

Negar apoio a esta CPI é ser contra a transparência e colaborar para acobertar eventuais irregularidades, o que choca com o papel dos vereadores, já que são eleitos para fiscalizar.

Os munícipes, desde já, devem cobrar uma posição séria do vereador que teve o seu voto.      

Flora de Faria e Souza Spechoto 


Postado em 29/04/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1.191
Ontem:
Total:1.191
Recorde:1.191
Em - 14/11/18