Dia 17 – Quinta-feira

09h – Reunião do Clero na Cidade Maria

20h – Missa na Comunidade Santa Luzia

Dia 18 – Sexta-feira

20h – Missa na Comunidade N. Sra. Perpétuo Socorro – Faz. Brejo Limpo

Dia 19 – Sábado

19h – Missa na matriz

20h – Missa na Comunidade Santo Antônio – Faz. Estiva

Dia 20 – Domingo

08h – Missa na matriz

09h30 – Missa com as crianças na matriz

15h – Missa na Comunidade São José – Faz. São José

19h – Missa na matriz

Dia 22 – Terça-feira

20h – Missa na Comunidade São Francisco de Assis – Jd. Hípico

Dia 23 – Quarta-feira

19h30 – Missa com Novena de N. Sra. Perpétuo Socorro na matriz

20h – CURSO DE BATISMO na matriz

20h – Reunião dos Catequistas

MARIA, ACOLHEDORA E OBEDIENTE À PALAVRA

O canto do Magnificat é quase sempre um canto de referimento para as festas marianas do calendário litúrgico, mas para a Assunção há uma conotação toda particular, pois a liturgia renovada para esta solenidade nos oferece particulares observações.

No que se refere à centralidade da solenidade, o indicar do evangelho de Lucas, em 1, 39, sobre a subida de Maria a uma montanha, pode iluminar ao tema da assunção-elevação a um lugar sagrado, pois geralmente o substantivo montanha empregado na Bíblia, recorda justamente espaços geográficos sagrados como o Horeb, o Sinai, Jerusalém, etc.

Particularmente a subida de Maria a uma cidade nas montanhas e à casa de dois justos de Israel, Zacarias e Izabel, também oferece sugestiva imagem do lugar santo para onde ela se dirigia. Ali, recebe as bênçãos de Izabel “Bendita és tu entre as mulheres” que impulsiona Maria a cantar e sintetizar o que Deus operou em sua vida e na história de Israel.

Longe de ser mero aspecto devocional, na solenidade da Assunção, a celebração eucarística é o lugar propício para que a assembleia celebrativa possa aprender o sentido exato da festa, de Maria e da ação salvífica de Deus nela e em nós. Sim, a vida eucarística de uma comunidade sendo vida na graça se supõe a fé que corre ao encontro das promessas que o próprio Jesus nos deixou: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue, permanece em mim e eu nele (...) e viverá para sempre”, Jo 6, 56-58. Pois bem, a solenidade da Assunção de Maria é o assumir na carne e na alma o futuro prometido.

Pe. José Roberto Alves Santana

Pároco


Postado em 19/08/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1
Ontem:6.010
Total:42.793
Recorde:10.619
Em - 18/05/15

Warning: fopen(estatisticas/contador.txt) [function.fopen]: failed to open stream: Permission denied in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 55

Warning: fwrite() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 56

Warning: fclose() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/ocolinen/public_html/estatisticas/contador.php on line 57