CASO GABRIEL

Laudo confirma as mesmas causas da morte da certidão de óbito

O Serviço de Verificação de Óbitos divulgou na última semana o relatório necroscópico da autópsia feita no corpo de Gabriel de Paula Souza Mariano, de 7 anos, que aponta como causas da morte choque séptico, celulite periorbitária e sinusite bacteriana. O laudo revela que as causas da morte do garoto são as mesmas descritas na declaração e certidão de óbito. Detalha ainda que o choque séptico, quadro de infecção, foi a causa da morte e a sinusite bacteriana a moléstia principal.

O menino morreu no dia 12 de julho após idas e vindas ao médico e um pedido de internação protelado na Santa Casa. A internação no hospital barretense foi solicitada pela pediatra da Unidade Básica de Saúde do bairro São Sebastião dois dias antes do óbito. O médico que realizou o atendimento em Barretos avaliou que a internação não era necessária, mesmo com a carta da pediatra relatando o caso. Com a piora do quadro a mãe Ana Queli Ribeiro de Paula Souza procurou mais uma vez a UBS do São Sebastião e novamente foi atendida pela pediatra, que acompanhou o garoto ao Pronto Atendimento Municipal até a transferência para a Santa Casa de Barretos, onde Gabriel veio a óbito no mesmo dia.

A mãe coletou vários documentos que já estão com o advogado que representa a família. Ela acredita que a morte aconteceu por negligência e vai lutar por justiça. A delegacia de Colina encaminhará toda a documentação referente ao caso para apuração do Conselho Regional de Medicina. 


Postado em 26/08/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:4.477
Ontem:
Total:4.477
Recorde:4.477
Em - 12/11/18