Rios e lagos têm fiscalização intensificada

A Polícia Ambiental intensificou a fiscalização em vários pontos de lagos e rios desde o dia 1º, quando teve início a piracema que é a época em que os peixes sobem até as cabeceiras dos rios para se reproduzir.

A pesca de espécies nativas está proibida neste período que permite apenas a coleta de peixes exóticos. A quantidade permitida é de três quilos mais uma unidade. O uso de rede e tarrafa é proibida na piracema, sendo que a pesca só pode ser feita com anzol de mão, vara, molinete e caniço.

O pescador que for flagrado pescando em local proibido está sujeito à multa, que varia de acordo com a quantidade de peixe pescado e a forma com que a atividade foi realizada. O valor pode variar entre R$ 700,00 a R$ 100 mil. O pescador que não respeitar a legislação também está sujeito à prisão de um a três anos.  A fiscalização vai até o dia 28 de fevereiro do ano que vem, quando a piracema termina. 


Postado em 11/11/2017
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:665
Ontem:3.454
Total:4.119
Recorde:3.454
Em - 17/11/18