Prefeito baixa decreto de emergência e garante combustível

CAPA – Diante da paralisação dos caminhoneiros por todo país e sob o risco eminente de paralisar os serviços públicos essenciais de saúde, educação, limpeza pública, abastecimento de água e alimentos para merenda escolar, o prefeito Dieb decretou situação de emergência.

Entre as providências solicitou ao Auto Posto Pégasos a manutenção no fornecimento de combustível. A empresa conseguiu a liberação de um caminhão de combustíveis, exclusivo para a prefeitura. Para tanto também foi solicitada escolta da Polícia Militar que com o apoio do Sargento Eder, acompanhou o transporte de Ribeirão Preto a Colina, inclusive a descarga do produto no Posto Pégasos.

Viaturas escoltaram o combustível para o município e os PMs acompanharam a descarga dos produtos no Auto Posto Pégasos.

Diante da paralisação dos caminhoneiros, iniciada no último dia 20 e sob o risco eminente de paralisar os serviços públicos essenciais, o prefeito Dieb baixou na última sexta-feira, dia 25, o decreto nº 4.010 onde declara situação de emergência e pede providências imediatas. Foi criado um “Plano de Operação” envolvendo diversas secretarias municipais, sob a coordenação do gabinete do prefeito.

Entre outras coisas, o decreto autoriza a aquisição de combustível, gêneros alimentícios, remédios, etc para a manutenção dos serviços essenciais à população.

No mesmo dia 25 o prefeito enviou ofício especial ao Auto Posto Pégasos pedindo providências para manter o fornecimento de combustíveis para a frota municipal.

Com a documentação em mãos a direção do Posto conseguiu, de forma exclusiva, autorização para envio de um caminhão com combustível apenas para a prefeitura. Para o transporte do produto a prefeitura solicitou escolta da Polícia Militar que, com o apoio do Sargento Eder, acompanhou o caminhão desde a base de Ribeirão Preto no percurso de ida e volta.

“Colina foi uma das poucas cidades da região que tomou esta iniciativa e o fizemos justamente para garantir à população os serviços de saúde, transporte de doentes, estudantes, além da prestação dos serviços essenciais diários. A nossa população está sempre em primeiro lugar”, destacou o prefeito Dieb.

FIM DA PARALISAÇÃO

Governo Federal e os representantes dos caminhoneiros chegaram a um acordo na noite de domingo, porém alguns caminhões ainda insistiam em continuar com o movimento. Até o fechamento desta edição, na terça-feira, às 17 horas, os 4 postos da cidade ainda não tinham recebido combustível para atender os consumidores.

Policiais acompanham o descarregamento do combustível no Posto Pégasos.


Postado em 02/06/2018
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:17
Ontem:
Total:17
Recorde:17
Em - 23/10/18