Saúde pede apoio da população após confirmação de 3 casos de dengue “importados”

A Secretaria de Saúde, por meio do Controle de Vetores, pede a ajuda da população no combate ao Aedes aegypti, mosquitor transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Até o momento já são 3 casos importados de dengue confirmados, ou seja, os pacientes contraíram a doença fora do município. Dois suspeitos aguardam o resultado de exame.

“Por mais que façamos arrastão, bloqueio, ações casa a casa e orientação, precisamos da ajuda da população porque não adianta orientarmos e eliminarmos criadouros se na próxima visita o morador deixar novos criadouros no quintal”, salientou Antônio Figueira, coordenador do Controle de Vetores.

Em 756 imóveis visitados no mês de abril constatou-se um índice larvário de 3,5% em recipientes móveis (vasos, pratos e pingadeiras de plantas, garrafas retornáveis, bebedouros de animais, latas e objetos expostos à chuva) que são os principais locais de criadouros. Em 2º ficaram os criadouros passíveis de remoção (latas, plásticos, garrafas, lonas, sucatas) e 3º os criadouros fixos (ralos, piscinas e calhas).

“É essencial que as pessoas procurem averiguar seus quintais e o interior das residências, verificando tudo o que por ventura pode acumular água. Não podemos relaxar’, destacou a secretária de Saúde, Sadia Ferreira.

Agente do Controle de Vetores examina prato de vaso, um dos campeões em criadouros do mosquito.


Postado em 07/07/2018
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:3.913
Ontem:10.849
Total:14.762
Recorde:10.849
Em - 18/11/18