Dia 04 – Quinta-feira

19h30 – Procissão e missa na Comunidade São Francisco de Assis – Jd. Hípico

Dia 05 – Sexta-feira

19h30 – Procissão e missa na Comunidade São Benedito – Capela do Asilo

Dia 06 – Sábado

19h – Missa na matriz

Dia 07 – Domingo

08h – Missa na matriz

09h30 – Missa com as crianças na matriz

19h – Missa na matriz

Dia 10 – Quarta-feira

19h30 – Missa com novena de N. Sra. Perpétuo Socorro na matriz

20h – Reunião da comissão de administração

NOVA LEI DO MATRIMÔNIO: Mc 10, 2-16

Em continuidade com as questões da vida em comunidade apresentadas no capitulo nove, Mc 10 – apresenta a visão cristã do matrimônio, em conformidade com os princípios da criação divina. O homem e a mulher são vocacionados a formar uma unidade pessoal inseparável. A legislação mosaica concernente ao divórcio veio depois do projeto original. É um remendo para consertar a vestimenta original que se desfazia por causa da “dureza do coração” humano. Considerando que o casamento nem sempre é o que deveria ser, Jesus assume a autoridade de restaurá-lo, entrando dentro desse túnel escuro para iluminá-lo com a luz original da criação divina. Ele não se coloca no nível da casuística, mas da vontade inicial e final de Deus mesmo. O que se deve fazer quando o ser humano não corresponde a esta vocação originante é outra questão que merece cuidado e atenção.

Em Mc 10, 13-16 Jesus ensina aos discípulos sobre a radicalidade do reino, mediante um gesto paradigmático: que o reino de Deus é dado a pessoas menos consideradas, como às crianças, que não podem nada por si mesmas, mas são capazes de receber tudo do outro como dádiva e dom.

Pe. José Roberto Alves Santana - Pároco


Postado em 06/10/2018
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:5.553
Ontem:
Total:5.553
Recorde:5.553
Em - 19/12/18