Horário de Verão começa domingo

Com o término do 2º turno das eleições tem início à zero-hora deste domingo, dia 4, o Horário de Verão quando os relógios serão adiantados em 1 hora. A medida começa mais tarde neste ano porque o Tribunal Superior Eleitoral solicitou a mudança. A diferença de fuso horário entre alguns estados causaria atrasos na apuração dos votos e, consequentemente, na divulgação dos resultados. Até foi cogitado um segundo adiamento para o dia 18 de novembro por conta do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio, mas não vingou.  

O Horário de Verão é sempre um tema que gera polêmica, enquanto uns amam, outros odeiam. Recentemente o governo chegou a analisar o fim da mudança após ser constatada queda da efetividade. Desde 2014 a economia de energia proporcionada pela adoção da medida vem diminuindo.

No fim do ano passado, o governo federal até deu sinais para a possibilidade de abolir o Horário de Verão por não haver consenso quanto à relação com a economia de energia. Apesar disso, acabou apenas abreviando o período em duas semanas. Um estudo do Ministério de Minas Energia apontou queda na efetividade da iniciativa já que o perfil do consumo de eletricidade não estava mais ligado diretamente ao horário, mas sim à temperatura. Os picos de consumo foram registrados nas horas mais quentes do dia. Na Europa, a maioria dos países é a favor do fim da medida. No dia 27 de abril de 2019 a União Europeia (UE) decidirá se vai manter ou não.

Em outubro do ano passado, o Operador Nacional do Sistema divulgou em nota que, “a avaliação dos atuais impactos da redução do consumo e da demanda de energia elétrica, contida nos estudos realizados no ano de 2017 pela ONS em conjunto com o Ministério de Minas e Energia, mostra que a adoção do horário de verão traz atualmente resultados próximos da neutralidade para o sistema elétrico”.

Essa menor influência do Horário de Verão pode ser explicada pelo fato de que parcelas significativas das zonas sujeitas à medida têm intensificado o uso de equipamentos como ar-condicionado, como forma de aplacar o calor, elevando a demanda de energia elétrica. Outro problema é que a redução do período de sono têm causado doenças, principalmente nas pessoas que acordam muito cedo para trabalhar o que tem desencadeado o aumento nos atendimentos pelo SUS. O Horário de Verão, adotado nos estados de SP, RJ, MG, ES, RS, SC, PR, GO, MT, MS e DF, termina em 17 de fevereiro do ano que vem.


Postado em 01/11/2018
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:3.114
Ontem:
Total:3.114
Recorde:3.114
Em - 19/12/18