Médica colinense dedicava-se a cuidar de crianças pobres

Sábado passado, 12 de janeiro de 2019, faleceu em São Paulo a Doutora Marina Emiko Ivamoto, nascida em Colina em 16 de agosto de 1948, filha de Schmidt e Kuniko Ivamoto. Foi acometida há alguns anos de um problema pulmonar (fibrose) que veio a agravar-se nas últimas semanas, o que levou a ser internada na UTI DO Hospital Albert Einstein, por 21 dias.

Graduada, pós-graduada e doutorada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (SP), trabalhou muitos anos no Instituto da Criança (Hospital das Clínicas), em Programa Social dedicado à saúde de crianças carentes, ligado ao Hospital Sírio-libanês. Concomitantemente trabalhou na área de Saúde da Prefeitura de São Paulo, no ambulatório de atendimento à crianças. Tinha uma especial dedicação à população mais necessitada.

Além de se dedicar intensamente a seu trabalho e à sua família, tinha prazer em viajar.  Conheceu vários países da Europa, Ásia e África. Há dois anos, esteve no Egito declarando que tinha realizado o grande sonho de conhecer as pirâmides e já podia morrer. A sua grande admiração, no entanto, era pela Itália onde esteve várias vezes. Seu interesse era pelo patrimônio cultural da Antiguidade que aí se encontra.

Deixa duas filhas, genro, neta, irmãos, cunhadas e sobrinhas.

A cerimônia de 7º Dia, será, no próximo sábado, às 11 horas, no Vida de Clara e Luz, na Rua Aimberê, 2008, Perdizes, Capital.

A médica Marina, ladeada pelas filhas Mirian (esq.) e Ana Luiza.


Postado em 19/01/2019
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:1.891
Ontem:
Total:1.891
Recorde:1.891
Em - 19/11/19