Saúde confirma 1º caso “importado” de dengue do ano

Um morador da Vila Guarnieri é o primeiro caso de dengue confirmado no município neste ano. Trata-se de um caso “importado” em que o vírus foi contraído fora da cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a equipe do Controle de Vetores já realizou bloqueio de nebulização (aplicação de inseticida nos imóveis) nos últimos dias 8 e 11 para matar o mosquito alado. Colina tem até o momento 40 casos suspeitos notificados.

A colaboração da população é fundamental nessa luta que é ininterrupta e deve ser feita diariamente. Cuidados simples evitam o nascimento do mosquito que parece ser inofensivo, mas é o vetor não só do vírus da dengue, como de outras 3 doenças: chikungunya, zika e febre amarela.

No ano passado foi confirmada a circulação do vírus tipo 2 da dengue na região, o que não ocorria desde 2015. Os casos confirmados foram registrados em Barretos, Bebedouro, Olímpia e Vista Alegre do Alto. Pode-se contrair o vírus tipo 2 sem nunca ter tido dengue.  

“Cada pessoa pode pegar dengue até 4 vezes na vida porque cada tipo da doença se refere a um vírus diferente. Quando a pessoa contrai dengue tipo 1 desenvolve imunidade e não é mais contaminada por este vírus, mas se for picada pelo mosquito infectado com a dengue tipo 2 desenvolve novamente a doença”, explicou a secretária de Saúde, Dra. Sadia Ferreira, que ressaltou também, “todos os tipos de dengue são causados pelo mesmo vírus, no entanto, existem 4 pequenas variações deste mesmo vírus. Estas diferenças são tão pequenas que provocam a mesma doença com os mesmos sintomas e mesmas formas de tratamento. Os sintomas são os mesmos, mas sempre que a pessoa pegar dengue mais de uma vez as reações se tornam mais intensas e existe o risco de dengue hemorrágica”.

SÁBADO É DIA DE CONSCIENTIZAÇÃO

O município aderiu a 4ª Campanha Regional de Combate ao Aedes Aegypti que acontece na manhã deste sábado, dia 16, com ações preventivas de vistoria de imóveis para controle de criadouros e distribuição de panfletos educativos com orientações aos munícipes.

A Secretaria Municipal de Saúde pede que a população participe ativamente das ações porque medidas simples como a limpeza dos quintais, substituição da água nos pratos dos vasos por areia, deixar garrafas viradas para baixo, etc são cuidados eficazes que devem fazer parte da rotina diária de toda população.

“O trabalho em Colina é permanente e não apenas em campanhas pontuais. As equipes do Controle de Vetores realizam diariamente trabalho de orientação casa à casa, verificando e eliminando focos do mosquito nas residências, prédios públicos e estabelecimentos comerciais”, explicou doutora Sadia que acrescentou: “os agentes comunitárias de saúde e do Controle de Vetores participam de palestras e treinamentos para fortalecimento do trabalho preventivo no combate à dengue. Estudantes e jovens integrantes de projetos sociais são conscientizados, a limpeza de terrenos baldios com recolhimento de qualquer recipiente que acumule água é constante. Ainda há a veiculação de propaganda volante em todos os bairros e a utilização dos meios de comunicação como ferramenta alternativa para orientar o maior número de pessoas”.

Funcionários fazem a nebulização para combater o mosquito.


Postado em 15/02/2019
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:8.551
Ontem:
Total:8.551
Recorde:8.551
Em - 15/11/19