Dia 02 – Quinta-feira

20h – Missa na Comunidade N. Sra. Aparecida – Faz. Suco

Dia 03 – Sexta-feira

20h – Missa na Comunidade N. Sra. Aparecida – Faz. Monte Belo

Dia 04 – Sábado

19h – Missa na matriz

Dia 05 – Domingo

08h – Missa na matriz

09h30 – Missa com as crianças na matriz

11h – Missa na Comunidade Terapêutica Terra Santa

14h30 – Procissão e missa na Comunidade São José – Faz. São José

19h – Missa na matriz

Dia 07 – Terça-feira

20h – Missa na Comunidade São Pedro – Cohab II

Dia 08 – Quarta-feira

19h30 – Missa com novena de N. Sra. Perpétuo Socorro na matriz

20h – Reunião da comissão de administração

RECONHECIMENTO E TESTEMUNHO DO RESSUSCITADO

Uma primeira consideração a ser tecida relaciona-se com a questão do reconhecimento do Ressuscitado como o mesmo que fora crucificado. A melhor forma de atestar que o Ressuscitado não era um mito, uma invenção ou qualquer outro subterfúgio dos discípulos era reconhecê-lo como o mestre com quem conviveram.

Aquele que aparecia diante deles não era uma ilusão ou um fantasma, por isso ele come com os discípulos, como fizera muitas vezes antes de sua morte. Esse texto, contudo, não fala apenas do Cristo, diz algo também sobre os cristãos. Estes serão reconhecidos pela partilha do pão, ou seja, pela comensalidade repetida em cada liturgia eucarística. Assim, o texto não testemunha apenas o Ressuscitado, mas, por antecipação os cristãos.

Uma segunda consideração nos leva a entender que essa experiência de encontro com o Ressuscitado permite aos discípulos a ousadia e a coragem de anunciar o Cristo e testemunhar seus ensinamentos, ainda que sob o risco de serem presos e torturados. Com isso, alerta os cristãos de todos os tempos de que seguir a Cristo e anunciá-lo comporta o risco do incômodo das estruturas injustas há muito estabelecidas. A incompreensão e a perseguição podem fazer e fazem, de tempos em tempos, parte da “herança” dos seguidores do Cristo. Enfim, somos chamados, como Igreja, a unir nossa voz a dos anjos e santos num canto de louvor ao nosso Senhor e Salvador.

Pe. José Roberto Alves Santana - Pároco


Postado em 04/05/2019
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:5.003
Ontem:19.651
Total:24.654
Recorde:19.651
Em - 22/11/19