Justificar o injustificável

Na última edição de “O COLINENSE” foi publicado um esclarecimento de um vereador da oposição tentando justificar para a população a rejeição de um projeto de construção de galerias para captação de água e assim evitar as enchentes em dias de chuvas fortes, principalmente na Rua 7 de Setembro.

Diz ele que rejeitaram o projeto, pois seria como dar um cheque em branco à administração pública. Ele sabe muito bem que além da fiscalização da Câmara, somos fiscalizados pelo Tribunal de Contas e pelo Ministério Público. Ele sabe disso muito bem, pois quando a turma dele ficou no poder (ficou, mas não administrou e nem foi gestor) foi denunciada pelo Tribunal de Contas e processada pelo Ministério Público a devolver muito dinheiro aos cofres públicos do município. Portanto, há fiscalização sobre todos os atos da Administração.

A justificativa do voto contrário, alegando que levaria 10 anos para pagar o empréstimo e isto prejudicaria futuras administrações, mostra má fé ou ignorância. Pois, além de estar previsto no orçamento e ser permitido por lei, isto é comum e acontece nos Governos Federal, Estadual e Municipal. É querer justificar o injustificável.

Difícil é justificar a incompetência daquela turma. Desde que nosso grupo assumiu o poder estamos pagando o INSS e FGTS de antigas administrações, principalmente de quando vocês ficaram no poder. Além de entregar uma cidade arrasada, não pagaram estes tributos e nós parcelamos a dívida de aproximadamente R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais) em 20 anos como foi o caso do INSS; 10 anos do FGTS e 5,5 anos da CPFL.  Aliás, esta dívida com a CPFL causou o corte de energia em vários prédios públicos e também no Saaec que funcionava precariamente com um gerador a diesel, pois a energia tinha sido cortada por falta de pagamento.

Há também as dívidas com fornecedores, funcionários e perueiros e ainda tem o caso da falsa CND que foi parar na justiça. Portanto, é melhor deixar para outras administrações um financiamento amparado por lei de obras necessárias do que ter de fazer parcelamento de dívidas, vergonhosas, que prejudicaram a cidade e a população.

Diante dos fatos qual a credibilidade de vocês em querer “ensinar” como administrar a cidade? A população não esquece e sabe pois é a maior prejudicada pelo tipo de política que vocês fazem: torcem e agem no sentido do quanto pior melhor.

Espero que não, mas se acontecer novas inundações na cidade com chuvas fortes, quero ver vocês explicarem aos prejudicados porque votaram contra o projeto, que iria beneficiar toda população e acabar de vez com um problema antigo. Apesar da torcida do quanto pior melhor, continuamos trabalhando para que Colina se torne uma cidade cada vez melhor para se viver com investimentos em todos os setores.

Com este passado nebuloso encontrar um bom gestor na turma de oposição é como tentar achar uma agulha no palheiro.

Prefeito Dieb Taha


Postado em 18/05/2019
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:252
Ontem:
Total:252
Recorde:252
Em - 13/11/19