CASO “BRANCO”

Suspeitos se tornam réus de crime que chocou a cidade

Os dois envolvidos no assassinato de Laerte Izopp “Branco” que até então eram suspeitos de ter cometido o crime brutal, que chocou toda a cidade, agora são réus do processo. O Poder Judiciário aceitou a denúncia do Ministério Público e, a partir de agora, os dois são indiciados do caso, que tramita no Fórum local. Um deles já está preso no CDP de Taiúva para onde foi transferido após a conversão da prisão temporária em preventiva concedida pela justiça. O outro continua foragido, mas já está com a prisão preventiva decretada.

Laerte foi morto com um tiro na cabeça e o corpo foi encontrado no dia 17 de maio, três dias após o desaparecimento, em uma propriedade rural entre Colina e Monte Azul. Toda população acompanhou o desespero e agonia dos familiares que com a ajuda de amigos realizaram buscas pelo paradeiro de Laerte. A punição dos culpados, com todo rigor da lei, é o único desejo da família que convive com a ausência e a dor todos os dias.


Postado em 31/08/2019
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:771
Ontem:
Total:771
Recorde:771
Em - 18/09/19