Novembro Azul alerta para toda a saúde do homem

Urologista ressalta que câncer de próstata ainda é uma doença recorrente

O urologista Wesley Magnabosco (CRM 109144) destacou que a campanha Novembro Azul é importante não somente para alertar aos riscos do câncer de próstata, mas para chamar a atenção à saúde do homem de forma geral. Segundo o médico do Hospital de Câncer de Barretos, muitos homens ainda sofrem e morrem em decorrência do câncer de próstata, vítimas do preconceito aos exames preventivos. O dr. Wesley ressaltou que apenas o exame de sangue não é suficiente para detectar precocemente a doença, mais suscetível ao público acima de 50 anos.

• O AME (Ambulatório Médico de Especialidades) em Barretos realiza gratuitamente os exames de prevenção à saúde do homem, com atendimentos aos sábados pela manhã. O agendamento pode ser feito pelo telefone: 0800-779-0000 sem a necessidade de encaminhamento médico.

O Diário: O que é a campanha Novembro Azul?
Dr. Wesley: Novembro Azul é uma campanha que foi inicialmente organizada pela Sociedade Brasileira de Urologia para poder estimular a saúde do homem. Nas próprias Unidades Básicas de Saúde, as mulheres geralmente procuram prevenção. Toda UBS tem um ginecologista para fazer a saúde da mulher. E a saúde do homem, infelizmente, historicamente no Brasil, acabou ficando negligenciada. Tanto é que a expectativa de vida do homem é aproximadamente cinco anos a menos que a mulher, por vários critérios. O homem, normalmente, acaba tendo profissões que o coloca mais em risco, tem mais riscos de ter morte no trânsito, mas também, porque os homens, geralmente, se previnem e se cuidam menos do que as mulheres. Então, a intenção do programa é que o homem procure a prevenção, porque ela é sempre melhor que o tratamento depois que a doença já está avançada. A princípio, o Novembro Azul surgiu para ser a prevenção contra o câncer de próstata, que é o câncer sólido mais comum em homens acima de 50 anos. Mais ou menos 40% dos cânceres em homens com mais de 50 anos é o câncer de próstata. Quase a metade dos cânceres dos homens mais velhos é o câncer de próstata. Ele é o segundo câncer que mais mata homens no Brasil e no mundo. É importante o homem ir atrás e se prevenir. Depois, a campanha começou a crescer um pouco mais. Hoje em dia, ela não é só contra o câncer de próstata, mas também uma campanha de prevenção da saúde global do homem. Orientamos também os homens a procurarem a prevenção contra diabetes, a ter um hábito de vida mais saudável, que evita diabetes e pressão alta. E também, a descoberta precoce destas doenças, porque diabetes e pressão alta acabam aumentando o risco de várias complicações, inclusive de fenômenos cardiovasculares, que é o problema que mais mata no mundo, hoje em dia. Muitos homens que têm diabetes e pressão alta há muito tempo, e acabam descobrindo quando a doença está muito avançada, têm sequelas. Estamos também com um público mais jovem e alertamos para se prevenirem contra doenças sexualmente transmissíveis, hoje em dia, infecções sexualmente transmissíveis, que vinham caindo muito. Mas infelizmente, nos últimos cinco anos, a incidência delas vêm aumentando demais. A sífilis, que era para ter sido erradicada em 2015 no Brasil, a incidência dela aumenta de 200 a 300% ao ano. A prevenção ao câncer de testículo, que muitos jovens não sabem, mas é o câncer mais comum em jovens, entre 15 a 35 anos. É importante alertar aos rapazes e jovens adultos a fazerem o autoexame de testículo, do mesmo jeito que a gente orienta as meninas de irem ao médico, para o homem examinarem o testículo. Se ele sentir um caroço ou um aumento, a procurar ajuda. Embora seja mais comum nesta faixa etária, em pacientes muito jovens, é um câncer que, quando descoberto em estágios menos avançados, a chance de cura chega de 90 a 95%.

O Diário: Sobre a prevenção ao câncer de próstata, qual é o público-alvo que a campanha Novembro Azul trabalha?
Dr. Wesley: A Sociedade Brasileira de Urologia estimula homens acima de 50 anos a fazerem a prevenção, idealmente anual ou dependendo de exames, de dois em dois anos. Quais são os fatores de risco: além da idade (acima de 50 anos); raça negra, os homens negros têm risco muito maior de câncer de próstata, infelizmente o câncer de próstata nestes homens aparece em estágios muito avançados e são mais agressivos; e pessoas que tenham parente de primeiro grau com a doença, pai ou irmão, orientamos a pessoa a buscar a prevenção com 45 anos de idade. Nestes pacientes, o risco de ter câncer de próstata é maior e de aparecer em uma idade mais precoce também.

O Diário: De que forma pode ser feita a prevenção?
Dr. Wesley: O que chamamos de prevenção, na verdade, é descobrir o câncer em uma fase mais precoce. Muitos homens falam que não sentem nada, que estão bem e que não sentem nenhum sintoma. Qual é o problema do câncer de próstata? Ele é silencioso, começa sem sintomas. Muitos homens acham que o câncer de próstata que dá aquela dificuldade de urinar, vontade de urinar muitas vezes à noite, quando vai urinar, a urina fica difícil de sair. Na verdade, estes sintomas estão ligados a outro problema na próstata, que se chama hiperplasia prostática benigna, que é um crescimento normal da próstata com a idade. Em alguns homens, cresce muito e dá sintomas, em outros, ela não cresce tanto e não dá tantos sintomas. O câncer de próstata normalmente, na fase inicial, quando a chance cura é grande, chega a 90%, ele não dá sintoma, a pessoa não sente nada. Não dá dificuldade de urinar, não dá dores e sangramento. O homem acha que não tem a doença, porque não está sentindo nada. Mas, na verdade, é o contrário. Estimulamos os homens a procurarem ou o urologista ou em Barretos e região, estamos fazendo uma educação com os médicos do sistema básico de saúde das Unidades Básicas de Saúde e Programas de Saúde da Família, que eles também estão capacitados em fazer o exame.

O Diário: O que consiste um exame?
Dr. Wesley: É feito com o exame de sangue, através do exame do PSA, e o exame da próstata, que é através do exame do toque. Muitos homens ficam reticentes, têm um pouco de medo, vergonha e receio de procurar o médico, por causa deste exame do toque, que imaginam que é um exame extremamente desconfortável e ruim. Na verdade, o exame não é igual nos programas de humor, que infelizmente, para fazerem a comédia, acabam estereotipando. A próstata fica em uma região muito escondida, não temos acesso pela barriga, só conseguimos pelo acesso do intestino. Mas a próstata fica logo na entrada do intestino, então colocamos só um pedaço do dedo na entrada do intestino e já sentimos a próstata, percebendo se há nódulo, caroço ou alteração. O exame dura de dois a três segundos, extremamente rápido, passamos um anestésico local, então não é doloroso. 

Extraído do Jornal “O Diário”

Wesley Magnabosco auta no Hospital de Câncer de Barretos. Tininho Júnior


Postado em 09/11/2019
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:11.502
Ontem:1.889
Total:13.391
Recorde:11.502
Em - 21/11/19