Vereadores querem reduzir seus salários, do prefeito e vice

Para maioria redução deve ser superior aos 10% proposto pela Mesa Diretora

Como assim??? Não acredito!? Pois é, a manchete é verdadeira sim. Não se trata de fake news ou coisa parecida. Este foi o resultado demonstrado pela maioria dos vereadores colinenses na primeira reunião ordinária da Câmara, ocorrida na última segunda-feira.

Na pauta do dia estava o Projeto de Resolução, de autoria da Mesa Diretora (Marco-presidente, Henrique-vice, Célia-1ª secretária e Tatiane-2ª secretária) que propunha a redução do subsídio dos vereadores para a próxima legislatura dos atuais R$ 6.012,70 para R$ 5.317,67. Ao usar da palavra o presidente Marco Moralles disse que a redução leva em conta o caos financeiro que vive o país. Também disse que: “Se aumentar vão falar, se manter vão falar e se reduzir também vão falar então esta é a proposta da Mesa Diretora”.

Antes da votação, ainda na discussão do projeto, o vereador Daniel disse que era contra e lembrou da indicação apresentada por ele no final do ano passado que sugere um salário de R$ 2,5 mil para os vereadores, R$ 5 mil para o vice e R$ 10 mil para o prefeito. Sugeriu a retirada do projeto para debater os valores com todos os vereadores.

O vereador Galeti também se posicionou contra e sugeriu um salário em torno de R$ 3,5 mil. Já o vereador Liu disse que é a favor a uma redução ainda maior. Fátima, Totonho e Célia também disseram que são favoráveis a retirada do projeto para discutir, analisar e apresentar um valor ainda menor para a remuneração dos vereadores que estarão no Legislativo a partir do ano que vem.

PREFEITO E VICE

Na sequência entraria em discussão o projeto de lei, também de autoria da Mesa Diretora da Câmara, que estabelece os subsídios do prefeito, vice e secretários. O projeto também  sugere redução salarial. Dos atuais R$ 19.104,15  o prefeito receberia R$ 15 mil/mensal. O vice de R$ 13.797,44  cairia para R$ 9 mil e os secretários, chefe de gabinete e diretor do Saaec teriam redução dos atuais R$ 7.356,11 para R$ 6 mil.

Antes mesmo de ser lido foi pedido a sua retirada para análise em conjunto e uma possível redução ainda maior na remuneração. Os pedidos de retirada foram aprovados por unanimidade entre os vereadores. A próxima reunião ordinária acontece no dia 17 de fevereiro.

REPOSIÇÃO SALARIAL

Ainda na reunião foi aprovado o projeto de lei do Executivo que concede a reposição salarial aos servidores públicos municipais. O índice da reposição é de 4,31% referente a inflação do ano de 2019, de acordo com o IPCA. A reposição é retroativa a 1º de janeiro.

Os servidores da Câmara também receberão o mesmo índice como reposição salarial. Em outro projeto de lei foi aprovado o reajuste de vencimento aos profissionais da Educação Municipal, no valor de 12,84%, conforme lei federal que estabelece o piso salarial nacional do Magistério. 


Postado em 08/02/2020
Por: A Redação
Publicidade

Atendimento

(17) 3341-1180
Seg à Sexta das 08h às 19h Sab das 09h às 12h
Ouvidoria
Fale Conosco
Desenvolvido por:

DIgraca.com.br
Siga-nos

Estatisticas

Hoje:865
Ontem:
Total:865
Recorde:865
Em - 14/08/20